ETEPALOOZA: primeira edição do evento musical criado e organizado pelos alunos

 Por Higor Augusto 

 

No dia 5 de maio, a quadra da ETEC Júlio de Mesquita, foi palco do show de bandas “Etepalooza”, evento totalmente idealizado pelos alunos.

Foram meses de planejamento e organização para que a ideia, aprovada pela direção da escola, saísse do papel e pudesse ser concretizada.

Fonte: círculo estudantil

 

Os organizadores

A ideia, que passou pela aprovação da diretoria escolar, contou com meses de dedicação dos seus organizadores, dentre eles João Ramos, João Xavier e Ryan, alunos do segundo ano do ensino técnico integrado ao médio (ETIM) em Automação Industrial, além de alunos dos primeiros anos do ETIM em Automação Industrial, e, também, do ETIM em eletrônica.

Além dos alunos organizadores, o ETEPALOOZA também contou com o apoio do professor Caio, que os auxiliou organizando a parte musical, e revelou em conversa com o Portal da Júlio, que inicialmente suas expectativas em relação ao evento eram baixas, principalmente por ser algo inédito na escola, o que podia gerar diversos problemas durante o show.

No entanto, ainda que inicialmente os aparelhos de som tenham apresentado problemas, Caio aprovou o resultado do evento, e ainda destacou a importância de aproveitar as situações adversas que tenham ocorrido como aprendizagem para os eventos futuros e aprimorar o que já deu certo.

Futuro do evento

Ryan e João Xavier, assim como os demais alunos organizadores, vislumbram uma segunda edição do evento. O professor Caio destacou e agradeceu a participação fundamental da comunidade escolar, assim como a do público externo, que de alguma maneira contribuiu para a realização do evento, seja na apresentação, montagem e configuração do sistema de som, e até mesmo financeiramente.

Os coordenadores dos cursos ETIM em Eletrônica, Eduardo Calsan, e em Automação Industrial, Carlos Rossi, consideram que “esse tipo de evento não apenas promove um momento de descontração, mas, também, colabora para que haja uma interação entre a comunidade escolar e a comunidade externa”.